08/10/2018 00:00:00

Colégio Vivendo e Aprendendo implementa o Guardiões do VIVAP

Projeto realizado com alunos do Fundamental I visa resgatar valores

 

O Colégio Vivendo e Aprendendo desenvolve o Projeto Guardiões do VIVAP com seus alunos do fundamental I. A ideia desse programa educacional surgiu com o intuito de resgatar os valores tão esquecidos em nossa sociedade e estreitar a relação entre família e escola.

Para o projeto ser colocado em prática, foi necessário dividir os temas a serem trabalhados entre os segmentos do ensino fundamental I. Sendo assim, surgiram os personagens do Guardiões do VIVAP, e a partir disso, entre uma história e outra, uma aula e outra, as crianças aprendem sobre Verdade, Igualdade, Vivência, Amor e Paz.

“O projeto faz com que cada criança se sinta parte dele, seja levando o caderno de registros, seja sendo o guardião da sala de aula ou mesmo sendo parte da sociedade escolar em que vive” explica Roberta Souza, uma das idealizadoras do Guardiões do VIVAP.

Uma das partes mais importantes é sobre o vínculo afetivo ser criado entre criança e escola, uma vez que o aluno precisa de responsabilidades para estar em posse do caderno e realizar a atividade encaminhada juntamente com seus familiares. Outro ponto a ser evidenciado é que, para ser guardião em sala, é preciso estar com suas obrigações escolares em dia, o que aumenta o laço de união e amizade entre as crianças. Algo em comum passa a existir, como zelar pelo o que é do outro e de todos.

É nessa relação lúdica e prazerosa, que o Vivendo e Aprendendo tem a oportunidade de trabalhar com diferenças, afetividade, respeito, resgatar valores, fortalecer a autoestima, praticar a empatia e estimular o pensamento crítico das crianças.

 

Vivap0205.png (231 KB)

 

Veja Também

 

Campanha Setembro amarelo: o que é, como surgiu, objetivo e mais

Saiba mais sobre essa importante causa

ATENÇÃO: Novo fenômeno da internet causa mortes em adolescentes

Conheça o Momo e os riscos dessa

“Seja em que momento for, o bilinguismo traz inúmeros benefícios cognitivos, sociais, culturais e econômicos”, defende pedagoga

Selma Moura, mestre em Linguagem e Educação, fala em entrevista à Educação sobre bilinguismo e defende que mesmo crianças pequenas podem começar a aprender uma segunda língua

Colégio Vivendo e Aprendendo realiza seu Baile de Carnaval

Esse é o primeiro evento da agenda de 2018

Meu filho é muito medroso! E agora?

ELA VAI PRECISAR DE VOCÊ PARA LIDAR COM AS SITUAÇÕES

Desenvolvido por Máquinaweb Soluções em TI |